DESTAQUES RELACIONAMENTO Jayson Araujo

COMO CONTROLAR UM ATAQUE DE ANSIEDADE

Só sabe quem já passou por isso. Sensações psicológicas de medo, morte e agonia são algumas das mais comuns e que desencadeiam sintomas pelo corpo. Ela não escolhe, gênero, nem raça nem se você é gordo ou magro. O que desencadeia isso geralmente é o...

COMO CONTROLAR UM ATAQUE DE ANSIEDADE
COMO CONTROLAR UM ATAQUE DE ANSIEDADE
Avalie esta postagem

O que acontece num evento desses, e como controlar um ataque de ansiedade exatamente quando ele ocorre ?

Só sabe quem já passou por isso e saber como controlar um ataque de ansiedade, é importantíssimo para ter uma vida saudável.

Sensações psicológicas de medo, morte e agonia são algumas das mais comuns e que desencadeiam sintomas pelo corpo. Ela não escolhe, gênero, nem raça nem se você é gordo ou magro.

O que desencadeia isso geralmente é o stress que é gerado por preocupações exageradas, cansaço mental e corporal.

Onde o subconsciente vai “guardando” ou acumulando esses registros diários de pensamentos negativos, de preocupações com o futuro e a incerteza do amanhã.

Nossa mente vai coletando lixo sobre tudo o que houve, e o senso de autopreservação fica mais sensível.

Quando você ouve…, “Fulano morreu disso“, ou,  “Sicrano caiu no chão e morreu de um infarte“, ou até, a “Beltrana sofreu de um AVC e está aleijada“…

Tudo isso vai servir de combustível para um próximo evento de surto de ansiedade.

E isso, muitas vezes nem ocorre de forma consciente, mas grande parte subconscientemente, onde tudo é absorvido.

O “overload”, ou a sobrecarga de informações são tão grandes, que a mente não consegue lidar com tudo isso junto.

 

O que isso tem haver com o Marketing Digital, ou o Empreendedorismo ?

Tem tudo haver. Deixe-me explicar :

Quando você passa da faze de funcionário para, dessa vez, ser o seu próprio chefe, as implicações vão crescendo e com elas as responsabilidades que deve ter um empreendedor.

E a coisa fica pior, se essa pessoa, ou até VOCÊ, esteja passando por isso, quando se perde seu emprego por demissão sem justa causa, e sabe que tem que sustentar seus filhos, sua casa, pagar suas contas, etc…

Você sente que é OBRIGADO, a gerar resultados, e rápido, pois precisa manter sua casa e sua família. As contas chegam e não esperam.

O corte iminente da energia elétrica, o aluguel atrasado, etc, etc, e etc…

Tudo isso concorre para um surto de pânico e saber como controlar um ataque de ansiedade, é crucial para um bom andamento do seu negócio.

 

Mas afinal o que é isso e como acontece ?

O tão temido, ataque ou crise de ansiedade, ataque de pânico ou até síndrome do pânico é aquele que acontece em um curto período de tempo.

É de forma intensa, e pode levar de 10 a 20min. aproximadamente.

Ele causa um grande desconforto, medo e agonia, e pode ocorrer de uma hora pra outra, sem prévio aviso.

A pessoa que sofre disso, já sabe que, quando ocorre, ela passa por um grande incômodo que a assusta muitíssimo,.

Quase sempre não se sabe o que fazer para amenizar os sintomas e aliviar a tensão.

Quando ela ocorre, o desespero e perda de controle são as primeiras características, e de forma nenhuma sabem como controlar um ataque de ansiedade.

 

E quais são os sintomas ?

Quando a crise de ansiedade corre em momentos inesperados, isto é :

Pode até ocorrer se você estiver na praia se divertindo, aí sim pode ser considerada como um distúrbio psiquiátrico mais comuns, isto segundo o Dr. Antônio Egídio Nardi.

Para obter informações mais aprofundadas, veja este artigo.

As informações deste site, dizem que quatro dos sintomas abaixo, se apresentam num quadro de ataque de ansiedade :

  • Taquicardia.
  • Falta de ar.
  • Dor ou desconforto no peito.
  • Formigamento.
  • Tontura.
  • Tremores.
  • Náuseas ou desconforto abdominal.
  • Visão embaçada.
  • Boca seca.
  • Dificuldade de engolir.
  • Sudorese.
  • Ondas de calor ou frio.
  • Sensação de irrealidade.
  • Despersonalização.
  • Sensação de iminência da morte.

Depressão, Crises de Pânico danificam a mente e também o corpo, Dr. Joseph Mercola.

O histórico médico de aproximadamente 40.000 pessoas foram avaliados e constatou-se que elas eram portadoras da síndrome do pânico.

As pessoas que sofrem dessa síndrome severamente tem mais chances de terem doenças cardíacas coronárias.

O quadro é ainda pior de com essa síndrome, vier acompanha de depressão, e nesse caso o risco aumenta em 3 vezes, conclui o estudo.

Episódios repetidos de medo e agonia intensos são características desse transtorno. Mais de 12% da população brasileira sofre dessas crises.

Ainda é desconhecida a forma como esses ataques contribuem para doenças cardíacas. Mas concluiu-se que é grande o risco de desenvolver essa doença em resposta ao stress e depressão.

Emoções profundamente negativas destroem nossa mente e também nosso corpo

Isso não me surpreende, pois as emoções e lembranças negativas tem um papel decisivo para o declínio de nossa mente e por consequência ao nosso corpo.

Essa conexão entre MENTE X CORPO, é fortíssima e já estudada de longa data pela comunidade científica.

Tudo isso para dizer que a cura da nossa mente, é um passo fundamental para a cura do nosso corpo.

Na maioria dos casos, pessoas relataram viver intensamente a expectativa de haver uma nova crise nos período em que estão normais, e isso é denominado “ansiedade antecipatória”.

Explicando isso em outras palavras, antes de ter uma outra crise, a pessoa vive ansiosa em vista de que poderá acontecer outro desses ataques.

Essa experiência causa intenso sofrimento.

Pois a pessoa se sente desprotegida, frágil, com medo intenso sentindo-se próximo de seu aniquilamento e morte por não saber como controlar um ataque de ansiedade.

O isolamento é um passo para o início da Depressão

Muitas pessoas se isolam, pois sentem vergonha de ser vista passando por isso, e não querem dar trabalho a ninguém ao seu redor. Pessoas autossuficientes e orgulhosas tendem a sofrer mais em função de sua autopreservação.

A sensação divide-se em duas partes : a consciência de sensações físicas, e a consciência de medo e nervosismo, podendo de igual maneira, ser desagradável e difusa.

Essa ansiedade de causa anormal (patológica), devido a sua duração e intensidade, é nada mais do que uma resposta inconveniente a um determinado estímulo.

A pessoa fica paralisada, prejudicando o seu desempenho e bem-estar, e faz com que ela não tenha forças para enfrentar as adversidades e situações de pressão e ameaçadoras.

Um vídeo da Doutora em Psiquiatria, Maria Fernanda Caliani, CRM : 140.770, nos explica como controlar um ataque de ansiedade :

E o que eu devo fazer para controlar essas crises ?

Bem, o que poucos sabem é como controlar um ataque de ansiedade. Logo abaixo estão dicas que irão lhe ajudar muitíssimo nesse controle :

1- Sem Negatividade

Sabe aqueles pensamentos negativos…., afaste-os da sua mente, e procure mudar sua mentalidade sendo otimista

2- Aceitação

Não combata a crise quando ela acontece, isso não é bom, pois dá a entender ao seu cérebro a ideia de alguma coisa ruim irá acontecer.

3- Controle o Ritmo de sua Respiração

Quando o ataque de ansiedade ocorre, a tendência da respiração é se tornar ainda mais rápida, e a chave aqui é procurar restaurar o controle dela, para depois obter o controle da crise.

Então, pegue um saco de papel e respire algumas vezes dentro dele, colocando-o bem seguro sobre o nariz e a boca para restaurar o equilíbrio do dióxido de carbono/oxigênio.

Muito bom também é desacelerar a respiração respirando com o diafragma. Não inspire fundo ! Inspire normalmente enchendo seus pulmões de ar e solte esse ar lentamente até esvaziá-lo.

Repita isso umas 3 ou 4 vezes, tanto com ou sem o saco de papel.

4- Relaxe

Poucos fazem isso por parecer muito óbvio, mas faça.

Ouça uma música boa, calma e que você goste muito, de preferência com fones de ouvido (se houver), mas não é obrigatório.

Descanse, fique descalço(a), e se quiser até cantá-la seria muito bom.

Mas como, em muitas vezes as crises podem ocorrer em qualquer lugar, talvez não dê pra se fazer nada disso, e o que recomendo nesses casos é :

  • Converse com pessoas ao seu redor sobre algum assunto engraçado ou qualquer outro assunto que tire o seu foco da crise;
  • Algo que o faça pensar e raciocinar, como por exemplo, contar o número de mulheres e de homens no seu local de trabalho (se você estiver nele);
  • Se você estiver no meio do trânsito, contar o número de carros brancos e pratas, e fazer uma soma…, etc

5- Organize-se

Sempre seja organizado, tanto com seu tempo como em relação ao seu próprio trabalho.

Minha esposa vencer qualquer crise, seja ela qual for organizando a casa…  😀  😆

6- Seja saudável

Uma boa noite de sono, alimentação sudável e exercícios matinais como caminhada, por exemplo, fazem muito bem e ajudam a diminuir as crises.

Dê preferências a alimentos que não produzam gazes, pois muitas pessoas confundem dores de gazes presos a dores no coração.

Isso acaba ajudando a desencadear as crises, pois a pessoa já não sabe discernir o que está realmente acontecendo com o seu corpo.

Se seguir essas dicas, certamente você irá saber como controlar um ataque de ansiedade.

E em muitas vezes, você se antecipará aos eventos e os controlará nos primeiros segundos finalizando-os.

Porém, se mesmo assim não conseguir controlar as crises, e forem muito frequentes, procure rapidamente ajuda profissional para lhe ajudar.

Em muitos casos, tudo isso pode evoluir para algo mais profundo como uma depressão e em alguns casos mais raros, até em suicídio

Então não perca mais tempo, pois se seu caso é mais severo, peça um encaminhamento ao seu médico a um psiquiatra urgente.

Espero ter ajudado com este conteúdo !

Até Breve !

Fontes :

https://familia.com.br/5850/como-controlar-um-ataque-de-ansiedade
http://www.fasdapsicanalise.com.br/como-diferenciar-um-ataque-de-ansiedade-de-doencas-cardiovasculares/
http://emedix.com.br/doe/psi003_1f_ansiedade.php

Sobre o autor | Website

100% Livre de Spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário

  1. Negócio A2 disse:

    Olá amigos, o que acham dessa matéria ? Você teve alguma experiência como relatada no artigo ?